Diferenças entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos.

Aeróbio ou anaeróbio está ligado ao tipo de metabolismo energético que está sendo utilizado preferencialmente.
No exercício aeróbico há o uso de oxigênio. Este (o oxigênio) funciona como fonte de queima dos substratos que produzirão a energia transportada para o músculo em atividade. O exercício aeróbico é um exercício de longa duração ou exercício contínuo que estimula a função dos sistemas cardiorrespiratório e vascular e também o metabolismo, porque aumenta a capacidade cardíaca e pulmonar para suprir de energia o músculo a partir do consumo do oxigênio (daí o nome aeróbico).
São exemplos de exercícios aeróbicos: Caminhar, correr, andar, pedalar, nadar, dançar. Estes exercícios utilizam vários grupos musculares ao mesmo tempo. Nestes exercícios, mais a duração e menos a velocidade dos movimentos, podem ser manipuladas para caracterizar a atividade como suave, moderada ou exaustiva.

O exercício anaeróbico utiliza uma forma de energia que independe do uso do oxigênio, daí o termo anaeróbico. Basicamente, é um exercício de alta intensidade e curta duração.
São exemplos de exercícios anaeróbicos: os exercícios de velocidade com ou sem carga, de curta duração e alta intensidade, como a corrida de cem metros rasos, os saltos, o arremesso de peso. Exercícios de força ou exercícios resistidos, com peso como a musculação também é considerada um exercício anaeróbio.
Os movimentos que realizamos no nosso dia-a-dia são um misto de atividades físicas aeróbicas e anaeróbicas.
Sempre citamos que um programa completo de exercícios deve apresentar os dois tipos de atividade física, para melhorarmos a resistência cardiorrespiratória, além de fortalecer músculos, desacelerar a perda de massa muscular e evitar a perda de massa óssea e também muita alongamento para manter e melhorar a flexibilidade muscular. Nos exercícios anaeróbicos a fadiga muscular surge mais.
Os exercícios físicos terão a função de acelerar o metabolismo. A dieta, de produzir um pequeno déficit calórico, obrigando o organismo a metabolizar as reservas de gordura.
Do ponto de vista de substratos energéticos metabolizados durante o exercício, apenas o exercício aeróbico pode metabolizar gorduras para a produção de energia necessária ao esforço físico. Entretanto, esta quantidade é extremamente baixa em vista das quantidades necessárias em um processo de perda de gordura corporal.
Além disso, a maior queima de gorduras ocorre durante o período pós-exercício, fenômeno chamado “after burning”, que representa a queima de calorias que temos após o exercício. Tanto o exercício aeróbico, quanto o anaeróbico acarretam o “after burning

Apenas o exercício aeróbico queima gordura
Somente os exercícios aeróbicos, de longa duração, queimam gordura e ajudam a emagrecer. Os anaeróbicos, de alta intensidade e curta duração, são indicados para aumentar a musculatura.
“Somente os exercícios aeróbicos, de longa duração, queimam gordura e ajudam a emagrecer”, explica Cláudia Forjaz, professora de Educação Física da Universidade de São Paulo. Os anaeróbicos, de alta intensidade e curta duração (menos de 3 minutos), são indicados para aumentar a musculatura. Quimicamente, o que acontece é que, nos aeróbicos, as células dos músculos consomem oxigênio para produzir energia; nos anaeróbicos, esse gás é desnecessário. Há duas formas de produzir energia anaerobicamente. Nos primeiros segundos, o organismo quebra o ATP, molécula armazenadora de energia, que existe em estoque dentro da célula. Depois, passa a transformar glicose em ATP para poder continuar a usá-la.

Se o exercício for aeróbico, menos intenso, mas de maior duração, o corpo exige mais energia, porém tem mais tempo para produzi-la. Ai, a glicose se transforma em uma enzima que entra na mitocôndria (uma estrutura da célula) e, em reação com o oxigênio, produz dezoito vezes mais ATP do que o processo anterior. Mas, como a glicose é uma substância vital para o funcionamento do cérebro, o corpo evita utilizá-la em grande quantidade e recorre às moléculas de gordura para produzir energia. Por isso, o exercício aeróbico consome não só a gordura dos músculos como a de outras partes do corpo.
Devemos lembrar também, que um outro tipo de resistência, a resistência muscular localizada(RML) é aquela que o músculo é capaz de se contrair repetidas vezes.
Fontes:

http://super.abril.com.br/superarquivo/1996/conteudo_115542.shtml

http://cyberdiet.terra.com.br/cyberdiet/colunas/060821_fit_aerobios.htm

About these ads

6 comentários sobre “Diferenças entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos.

  1. “Somente os exercícios aeróbicos, de longa duração, queimam gordura e ajudam a emagrecer” ?

    E os exercícios resididos de alta intensidade que contribuem significamente para um alto EPOC (consumo de oxigênio pós-treino) ?
    Além do mais o que faz emagrecer não é a quantidade de calorias gasta?

    • Bem caro Marlon, obrigado por sua contribuição. Veja, é claro que desde o primeiro instante vc está gastando caloria, entretanto, refiro-me aos exercícios que a partir de aproximadamente 20 minutos, se mobiliza a gordura como fonte de energia(exercícios aeróbios de média longa duração. Já os exercícios resistidos com pesos, auxiliam a diminuir o peso à medida que, ao aumentar a massa muscular ocorre um aumento na quantidade de mitocôndrias, fazendo com isso que tenhamos um aumento no nível da atividade metabólica. Em resumo, em programas de emagrecimento é conveniente combinarmos exercícios aeróbios de média longa duração,com exercícios resistidos com pesos, aliado a um programa de restrição alimentar. Obrigado mais uma vez, e lembro a vc que este blog é fruto de um trabalho colaborativo, no qual estes conteúdos foram trabalhados com alunos do 8 e 9 ano do ensino fundamenta, visando a autonomia na construção de atividades físicas fora da escola, podendo repercutir na sua família, no seu grupo de amigos e em sua comunidade.

      • e importante saber sobre isso vou me dar bem na prova tenho certeza ;deus vai me ajudar

      • Gostaria de acrescentar que o treino resistido com pesos ajudam a emagrecer muito mais no pós treino do que apenas pelo ganho muscular o que irá gerar um aceleramento do metabolismo, o problemas é que as pessoas só medem o gasto calórico durante o exercício e esquecem que é depois que as pessoas mais gastam (muitas vezes). O treino anaeróbio pode deixar o metabolismo acelerado por ate 3 dias.(comprovado)

  2. O exercício anaeróbio pode queimar muita gordura também, porém isso se dá após o exercício terminar e o nível de lactato diminuir, quanto mais exaustivo for o exercício maior será sua EPOC gerando maior queima de gordura. O exercício aeróbio praticamente nao gera déficits de oxigênio, fazendo com que o nível de EPOC seja desconsiderável fazendo com que a ”queima de gordura” nao seja tao alta. O melhor mesmo é juntá-las (aeróbio e anaeróbio= treino concorrente) para facilitar o gasto de gordura

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s